quarta-feira, 9 de maio de 2018

NINGUÉM MAIS TE CHAMA, MAS EU AINDA TE VIVO!

Estás tão fria,
calada e distante, meu amor,

e, enquanto, saudoso
e angustiado, chamo-te urgente
para, pelo menos templar uma vez mais,
teus negros olhos,

eles dizem: “Louco,
demente, ela já esta morta
há tanto tempo!’.

Mas eles não sabem,
meu amor, eles não sabem de nada,
eles não sabe que, mesmo
morta,

meu beijo
está na tua boca, e minha alma
espera pela nossa conjunção
perfeita!