quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

PURA MAGIA



... e então,
eu a deitei naquela cama
branca,

e a despi,
e a beijei, e fui descendo,
como que a preparando
e, irresistivelmente,
chupeia,

com o meu pau
a seus pés em duro fogo;

e então,
eu ouvi uns gemidos, e ouvi
ela dizendo ofegante: “Nossa, meu amor,
você viu?

Reparei
imediatamente que suas pernas
lindas ainda tremiam

e não exitei
em responder com a mais pura
e franca verdade: “Ah, sim meu amor,
eu vi e eu provei desse néctar
idílico!”