sábado, 12 de agosto de 2017

AMOR QUÂNTICO



Em luta pela liberdade da prisão onde minha alma se encontra, surgiu com força extraordinária, em grito pela liberdade, o campo de batalha onde trilhei impávido, em fortes brados, para o reencontro com a nobre alma, que em sonhos me entorpece.
A realidade mundana e ilusória, esqueceu-me por um tempo, em surrealismo concreto, durante o sono bruto da noite.

Entre morte e vida, esperança e tristeza, o amor etéreo brotou como fonte cristalina, fazendo vibrar todo meu ser.
A guerreira-luz, magnificamente bela, veio visitar-me novamente e a cabeça do inimigo, que tentava dominá-la através da infinitude, foi uma vez mais decepada pela força do amor transcendental, que se presencia, em lapsos, em todas as possibilidades de existência.
Misteriosa mulher de negro esplendor, cúmplice de meus anseios, vem pelo caminho da inconsciência beber de minha força, e saudar ao teu amado de tantos tempos, de tantos espaços e de tantas lutas travadas pela solidificação do amor incondicional.
Separada pela dura realidade, ao meu lado se pôs eternamente, em sonhos tão vivos como a luz que toca a pele, ao amanhecer.

Sob a minha proteção terás, guerreira-luz, o amor sublime e intenso, todos os inimigos serão vencidos pelo meu poderoso cajado, e nada conseguirá evitar que um dia contemplemos o mesmo espaço-tempo.